HABILIDADES COMPORTAMENTAIS CADA VEZ MAIS VALORIZADAS PELAS EMPRESAS

habilidades comportamentais cada vez mais valorizadas pelas empresas

Se antes as empresas contratavam pela capacidade técnica e curricular, hoje elas contratam e demitem pelas habilidades comportamentais (soft skills)

Você está preparado para essa realidade? Ainda há tempo!

Entre essas habilidades estão autonomia, capacidade de resolver problemas, de reinventar, de renovar, senso de liderança, tomada de decisão, inteligência emocional, comunicação assertiva, entre outras.

Você tem facilidade de lidar com problemas?

Você é criativo para lidar com o imprevisto?

Você investe em autoconhecimento?

Candidatos com essas habilidades estão sendo cada vez mais procurados e o mercado não está conseguindo preencher as vagas.

Vamos procurar entender essa necessidade de profissionais com essas habilidades:

Estamos vivendo num mundo onde as mudanças são gigantes e crescem num ritmo acelerado, e para suportar isso o indivíduo tem que saber lidar com o novo e ainda resolver problemas com soluções inovadoras.  Agora vamos analisar a comunicação, considerando o trabalho remoto, qual a maneira de desenvolvê-la no gerenciamento de uma equipe? O papel do líder precisa ser diferenciado para que a equipe alcance as metas esperadas.

Completando esse meu raciocínio considero a inteligência emocional a habilidade mais importante. Pois ela é a responsável pelo equilíbrio diante de tantas exigências num mundo caótico e tão inseguro como o que estamos vivendo hoje.

“Se faltava alguma prova de que a natureza do mundo é muito mais indômita do que imaginávamos, a resposta chegou em 2020. Neste ano fomos surpreendidos por um vírus que mudou a nossa forma de viver, de nos relacionar e, principalmente, nos fez refletir sobre nossas atitudes neste planeta complexo em que vivemos”, afirmam Jamil Chade  e Ruth Manus.

E as competências técnicas têm menos importância?

São tão importantes quanto as habilidades comportamentais, só que precisam estar alinhadas para manter a produtividade. A competência técnica é a exigência mínima para atuar em uma função e a comportamental se refere a todas as habilidades já citadas no texto acima que é a adaptação equilibrada do profissional na função. Fundamental mesmo é que todos ganhem, empresa e pessoas.